Hernâni – As Ruas São Nossas (ft. ScoobyDoo, F-Kay, Laylizzy, Dice, Teknik) [Prod. Ellputo]

Hernâni da Silva - As Ruas São Nossas
Hernâni – As Ruas São Nossas (ft. ScoobyDoo, F-Kay, Laylizzy, Dice, Teknik) [Prod. Ellputo]
Hernâni da Silva
As Ruas São Nossas
60 Downloads download icon

ouvir musica

previous
play_pause
next
speaker
0:00
0:00

Baixar Musica MP3 download icon

  • Author: Hernâni da Silva(feat. ScoobyDoo, F-Kay, Laylizzy, Dice, Teknik, Ellputo)
  • Titulo: As Ruas São Nossas
  • Categoria:
  • Ano: 2020
Hernâni da Silva - As Ruas São Nossas Download mp3

biografia de Hernâni da Silva

Hernâni da Silva Mudanisse é um (songwriter, produtor) Rapper moçambicano com queda para os géneros Hip-Hop e R&B. Graças às suas tardes borings quando mais novo, descobriu a paixão pela música e é agora considerado um dos melhores no país devido aos seus freestyles e músicas, que sempre trazem algo de diferente, engraçado, comovente e criativo. É frequentemente convidado aos maiores show de Hip-Hop e para participar em várias músicas tornando-lhe um dos artistas com mais participações no país. Hernâni é também irmão da grande cantora Dama do Bling.[carece de fontes]

Hernâni iniciou a sua carreira com os seus 14 anos em 2003. Nesse preciso ano, juntou-se à 360 Graus (grupo moçambicano de Hip-Hop de renome, considerados os pioneiros do estilo “Bounce” no país) a convite do seu colega de escola e amigo Ell Puto, onde faziam parte dele artistas como: Mic B, Ell Puto, Dynomite, Denny OG, Suky, Bala de Prata, Dygo Boy, Julie, Chamil, F Cash e LayLizzy, tornando-se o rapper mais novo do grupo e quiçá da cidade. No momento de integração no grupo, teve a oportunidade de participar (e consequentemente vencer) num concurso de freestyles (Battles) onde participaram vários rappers reconhecidos e desconhecidos. Concurso este que lhe trouxe muita relevância no âmbito do Hip-Hop nacional. Algum tempo depois, formou-se um sub-grupo dentro da 360 Graus denomidado Young Sixties, constituída pelos membros mais novos do grupo que por vários anos dominou o mercado dos mais novos com as suas músicas bounce e românticas. Uma espécie de boy band moçambicana de Hip-Hop.[carece de fontes]

Depois de várias músicas e álbum do grupo, assim como algumas mixtapes individuais, no início de 2007 lança o seu primeiro som solo denominado Jump!. A música teve um impacto muito positivo na comunidade Hip-Hop garantindo radioplay no programa Hip-Hop Time (no momento, era o único programa de rádio de Hip-Hop no país), onde detectou-se nela, o dote em Hernâni para o Hip-Hop mais inclinado para os punchlines. Foi desde então, que as participações se exponenciaram até os dias de hoje, por quererem ouvir aquelas ideias que só ele tem, tendo já participado em músicas de vários artistas como 2 Hustler, Azagaia, BMF, CFKappa, Dama Do Bling, Damani Van Dunem, DJ Beatkeepa, DJ Dabo, DJ Damost, DJ Dilson, DJ Elex, DJ Faya, DJ Junior, DJ Soneca, D-Lon, DMG, Duas Caras, G2, Gabriela, GPRO, James Prod, Kalibrados, Magnézia, Mr Dino, New Joint, Nikotina KF, NRA, Os Do Momento, Raiva, Ready Netro, Rolex, Slim Nigga, Sweet Boys, Trio Fam, Xtaka Zero, Ziqo, etc. [carece de fontes]

Depois de Jump!, foi lançando mais singles de tempo em tempo,e alguns dos seus sucessos incluem:Minha Colega, 2011, Música de FDS, Ex-Favorita, WhatsApp, Góia, Leva Meu Cartão, e Escova.[carece de fontes]

As suas várias mixtapes, lançadas desde 2003 até o presente, onde a maioria das músicas são remixes/freestyles, isto é, em beats americanos, também lhe trouxeram grande relevância no mercado lusófono, com especial atenção aos sucessos: PQSP, Melhor Que Agora, Happy Birthday, Commas, Kemosabe, Música de Amor, Fã #1, Comé, e Hustle Hard.[carece de fontes]

Em 2013, lança o seu primeiro CD físico. Um Single/EP intitulado Hernâni contendo 9 músicas.[carece de fontes]

Depois do desaparecimento dos yung sixties 2009, a febre volta em 2015 com a criação por parte de Ell Puto e LayLizzy, e inclusão do mesmo no agrupamento Sameblood Os Primos, grupo constituido por mais de 20 artistas, a maioria já com bagagem no mercado musical. Nos finais do ano lançam o álbum Os Primos e desde então tem sido considerados como o maior movimento de Hip-Hop nacional.[carece de fontes]

Para além de já ter conhecido 70% do seu país graças aos seus sucessos, já representou o país em Angola pro lançamento do DJ Soneca, e em Kenya para terceira época do Coke Studio África.[carece de fontes]

Já foi nomeado várias vezes para os Mozambique Music Awards, e participou em grandes eventos como: Show de Celebração da Independência Nacional, Tournée dos artistas Bow Wow, Fat Joe, 50 Cent AKA, Team de Sonho e NGA em Mçambiqu, Festival AZGO, Festival do Pandza, Tournê Coca-Cola Mundial 2014 em Maputo e mais.[carece de fontes]

Apelidado como o Melhor Rapper de Moz por muitos, Hernâni já teve a honra de ser elogiado por grandes músicos lusófonos como Sam The Kid, Duas Caras, Anselmo Ralph, Regula, Dji Tafinha, entre outros artistas.

Discografia

Álbuns, Mixtapes e EP:

AnoCompilaçãoTítuloDownload digital grátis
2019MixtapeMudanisse Fex Remix Vol.2Download digital grátis
MixtapePunchlines for days IIDownload digital grátis
2018EPSextas FelizesVenda física e digital
2018MixtapeThe Wenger Out MixtapeDownload digital grátis
2017MixtapeMudanisse Fez Remix Vol. 1Download digital grátis
MixtapePunchlines for daysDownload digital grátis
MixtapeMúsicas Perdidas IIDownload digital grátis
2016ÁlbumPontas de Lança (com Slim Nigga)Venda física e digital
2015ÁlbumSameblood Os Primos (com Os Primos)Download digital grátis
MixtapeR&B Nanye Vol. 1Download digital grátis
MixtapeFreestyle Vol.1Download digital grátis
2013EPHernâniVenda física e digital
MixtapeJá Ouviste A Tape?Download digital grátis
MixtapeMúsicas PerdidasDownload digital grátis
2012MixtapeSei O Que Fizeste No Ano PassadoDownload digital grátis
2010MixtapeMixtapeDownload digital grátis
2006ÀlbumSelecção Nacional (com 360 Graus)Venda física

Singles:

AnoTítulo
2019Pai Perdoa-lhes
2018Nanas Lindas
2018Drena
2018Tu
2018Tuas Selfies
2018Pensamento dum Egoísta
2016Escova
2015Leva meu cartão
2013Góia
2013Gajos com Mola em Maputo
2013One Ziqo Song
2012WhatsApp
2012Ex-Favorita
2012Música de Fim-de-Semana
2011Melhor Que Agora
20112011
2010Anibalzinha
2009PQSP
2007Hey!
2007Jump

Prémios e indicações

AnoPrêmioCategoriaMúsicaResultado
2016Vodacom Vibratoques AwardsMelhor Hip-HopMúsica de FDS|style=”text-align:center;background: #ffdddd;vertical-align: middle;” class=”table-no2″| Indicado
2015Prêmio da Música MoçambicanaMelhor Hip-HopChapa com Lay LizzyVenceu
2014Prêmio da Música MoçambicanaMelhor Hip-HopWhatsAppIndicado
2014Prêmio da Música MoçambicanaMelhor PandzaOne Ziqo Song com LuarIndicado
2013Prêmio da Música MoçambicanaMelhor Hip-HopMúsica de FDSIndicado

FONTE: WIKIPEDIA

biografia de Laylizzy

O Edson Abel Jeremias Tchamo ou simplesmente LayLizzy nasceu no dia 18 de Julho de 1988 em Maputo, em uma sociedade onde o hip-hop era vista como música para bandidos e criminosos.

Lizzy deu os seus primeiros passos no Hip Hop quando tinha apenas 14 anos, ao lado de Ell Puto, e Hernani criou  um grupo de Hip Hop chamado de Young Sixties que era um grupo subordinado aos 360 ​​graus, grupo que mudou o panorama do rap e a forma como como este era sentido no país, o Hip-Hop começou a tocar nas rádios e lotando shows em Moz.Chamou a atenção dos amantes de Rap em Moçambique, por seu estilo irrevente, inclusive dos pela seu uso de rimas cruzadas, Entre 2009 e 2011, Lay Low foi o rapper com mais participações em Moçambique, facto que o levou a se envolver em um assunto polémico segundo o qual ele teria participado numa “Diss song” a convite do grupo Magnézia e o produtor James Produções, onde toda a música falava mal do “Ex-rapper” Raio-x. Mas Lay Low em uma entrevista num programa de entretenimento disse ” eu sou um rapper limpo, talvez o mais limpo de Moz! Na música eu não falei mal de ninguém, apenas fui convidado e aceitei o convite.” Em 2010, Lay Low, lançou seu primeiro E.P., chamado Dinheiro Limpo, que foi um grande sucesso.

 

Dinheiro Limpo, primeiro E.P.

Em 2010, Lay Lizzy lança a sua primeira E.P. a solo denominado “Dinheiro Limpo”, que foi um grande sucesso, numa altura em que Lizzy já se autoentitulava o melhor flow de moz, e já era aclamado pelo público jovem e adolescente, não só da cultura Hip-Hop, mas que curtia a música jovem moçambicana no geral.

 

Laylizzy em inglês

Até 2011 Lay Low foi misturando o Português com o Inglês, que era algo que era sua marca registada, em Moçambique, até que lançou sua primeira E.P toda em Inglês intitulada “Unsigned“, que contou com o grande hit “Moz We On” com participação especial do rapper Simba, e o sucesso “Homicide” foi um dos vídeos mais exibidos nas televisões nacionais no seu ano de estreia.

 

Em 2012, Lay Lizzy, depois de interagir com grandes artistas de África e do exterior como Dj Wall G, DJ Mbuso J, Dama do Bling, Duas Caras, Stress The Drama Kid, Ema The Kid, Daniel Caplen e promovendo o seu nome fora, o rapper lançou a E.P. intitulada “Artistic”. No mesmo ano, Lay Lizzy lançou a Mixtape intitulada “Intelligent Igorance“.

Em 2015, Lay lizzy assina um contracto com a Geobek Records e lança o hit “Tha crew”, (remix do seu colega da sameblood, rapper Djimetta Hendrixxx), que foi um hit que deu grande projeção no panorama do Hip Hop africano, para além disso o rapper ganhou o prémio de Melhor música Hip-Hop no Mozambique Music Awards com a música Chapa (com hernâni da Silva.

 

Em 2016 Lizzy participa em várias entrevistas nos canais de TV e rádio da África do Sul e ainda lança a música intitulada “Hello” ao lado do rapper AKA e ainda assina um contracto com a Nike e ganha destaque no CNN Africa.

Discografia

  • (2010) Dinheiro Limpo – E.P.
  • (2011) Unsigned – E.P.
  • (2012) Artistic – E.P.
  • (2012) Intelligent Ignorance – E.P.
  • (2013) Call Me Sir Jeremias – E.P.
  • (2018) The Young Nino Brown – E.P.

 

Singles

  • (2015) That Crew
  • (2016) Hello
  • (2016) On The Road
  • (2017) Forever
  • (2017) Txi
  • (2018) Too Much featuring Kwesta

 

Mozambique Music Awards (MMA)

Mozambique Music Awards são prémios anuais apresentados pela BCI para reconhecer a realização excepcional na indústria da música moçambicana.

AnoTrabalhoPrémioResultadoRef.
2015Chapa (Com Hernâni Da Silva)Melhor Hip-HopVenceu[2]

Posts

Laylizzy anuncia que cobrará 100 mil meticais nas participações

Acumulando milhões de visualizações em materiais divulgados em plataformas digitais, um dos rappers mais quentes de moçambique Laylizzy parece que realmente quer uma certa valorização pela arte que ele faz. No ano de 2019, o artista revelou no programa ”EhBonito” da Dayse Gonçalves, que nunca cobrou por feats ou seja colaborações musicais porque não achava isso certo, e […]

ler mais

biografia de Teknik

Walter de Nascimento Jofane, nascido a 29 de Maio de 1984 em Maputo, Moçambique, é um rapper, cantor, compositor, beatmaker, designer moçambicano conhecido por muitos como Teknik e ou Walter Nascimento.

A sua carreira musical teve o seu inicio no ano de 2000, como parte do duo musical “Legião Vermelha” (Teknik & K9) apresentando-se em sessões de open-mic na então denominada “Casa Velha”. Com grandes influências do Hip-hop, Soul, R&B, Marrabenta, Pandza, Rock e Música Clássica, nesse ano gravou a sua primeira música em estúdio como membro da “Legião Vermelha”.
Em 2001, criou, ao lado de alguns amigos, o grupo “9mm” (inicialmente “Filhos do Caus”), pese embora fosse ainda um membro activo do grupo, em 2002 decidiu também enveredar por uma carreira à solo. Teknik, usa a música para contar histórias enquanto expressa os seus sentimentos, preocupações, visões e opiniões sobre as pessoas e o mundo e, embora possam ser pessoais, ele sempre acreditou que a música tem a ver com conectar pessoas.

Em 2003, Teknik assinou com a “Tchaya Records” e em conjunto com os rappers Khronik Escape e Controverso,
fundou a “L.O.G”.

Em 2004, afiliado ainda aos “9mm”, viu-se na filial portuguesa da revista internacional de Hip-Hop, “Hip-Hop Nation” com a publicação de uma matéria em uma de suas colunas.

Em 2009 cimenta a sua carreira como artista à solo lançando a sua primeira mixtape intitulada “Teknik Since 2002”; em 2010 fundou o grupo “Moneycomio”, integra o projecto “Último Nível/Magnézia” e foi assinado pela “Turma do Exagero” que lhe permitiu um destaque nacional graças às digressões que foram feitas a nível Nacional.

No ano de 2011 lançou o seu hit-video com o tema intitulado “Sidekick”; em 2012 foi convidado a fazer parte da “Mukheru” como artista a solo e lança a primeira mixtape oficial com o grupo “Moneycomio” intitulada “Tempo Real Vol. 2”, que foi um duplo CD.

Em 2013 começou a trabalhar na “G-Studio”. Foi um dos artistas convidados para as primeiras edições do “Festival
Azgo” (2014) e, em 2015 foi assinado pela “IBS (Indústria do Bom Som)” onde lançou o seu projecto “8 Ou 80 E.P.”

Em 2016 lança o projecto “Trap House”, com a participação de alguns artistas, de onde faz parte o famoso tema “Hoje É Domingo”. Com 21 anos de experiência e 20 de carreira, Teknik considera o seu concerto no Centro Cultural Franco Moçambicano em 2019 uma das maiores conquistas da sua carreira.

O seu primeiro álbum à solo intitulado “8 Ou 80 Vol.2: Eu, Ele e Elas” esta disponível para aquisição em todas as lojas digitais.

“Música é amor, música é vida, então conecta pessoas. Por isso faço música, para conectar-me.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *